28/08/11

A vida de um casal não é tão fácil quanto parece. É necessário tantas pequenas coisas, que ficam até difícil de eu me lembrar delas todas. Ainda não descobri todos os segredos, e provavelmente nunca o farei. Mas o pouco que sei é suficiente. Sei que, para ter uma vida a dois é preciso coragem. Coragem para aceitar novos limites, coragem para expor a opinião, coragem para fazer promessas que sei que serei capaz de cumprir, coragem para ouvir um ‘não’ e aceitá-lo quando for preciso. Para ter um vida a dois é preciso sabedoria. Precisas de saber o que é realmente importante, saber controlar os ciúmes, saber quando se deve calar e quando não se deve, saber escolher as palavras, saber o que é certo e o que não o é. Numa vida a dois, é preciso entender que algumas coisas mudam. Algumas delas ficam mais simples, outras mais complicadas. Algumas coisas devem ser ignoradas, algumas corrigidas e outras, esquecidas. É importante saber ainda que algumas decisões não podem ser tomas sem consultar o outro, isso é mais importante do que se imagina. Para ter uma vida a dois é preciso confiança. Confiar no outro e confiar em ti mesmo, ter no coração a certeza de que não serás decepcionado, mas ter a consciência de que é isso que é esperado da tua parte. Para ter uma vida a dois é preciso cumplicidade. Participar de uma vida que não é a tua, viver uma rotina desconhecida, com gostos e preferências diferentes. Para ter uma vida a dois é preciso carinho e atenção. Não hesitar nas palavras, não tenhas medo das demonstrações, não percas tempo para dizer ‘amo-te’ numa hora inesperada, num lugar não programado. Sabe ouvir com paciência. A paciência é uma virtude de poucos, felizes os que a possuem. Mas, acima de tudo, para ter uma vida a dois é preciso amor. Tens que olhar no fundo dos olhos da outra pessoa e saber que é esta pessoa que tu queres olhar todos os dias ao acordar. Tens que sentir o coração a doer quando estão longe um do outro. Tens que sentir as mãos a suar, um arrepio na espinha e um frio no estômago quando sabem que vão se encontrar. Tens que não conseguir imaginar a tua vida sozinho desde que se conheceram. Tens que encontrar nas diferenças, a igualdade. Tens que encontrar no outro a tua própria essência.

25/08/11

DESISTIR É A COISA MAIS TRISTE QUE POSSO FAZER!
 MAS QUAIS SÃO AS MINHAS OPÇÕES? NAO SUPORTO, NÃO QUERO E NÃO MEREÇO. hmmm... tá na cara, eu não mereço.
 Regras foram feitas para não serem cumpridas.
 Erros foram feitos para nós aprendermos.
 E os limites foram feitos para nós descobrir-mos que é bem mais divertido agir fora deles.
Não existe o "casal perfeito", mas existe eu e ele.
Existe amor.
Existe beijos e carinhos.
 Existem piadas ingênuas e risos alegres.
 Existe o “tudo pra ele” e existe
 “a peça que faltava no coração dela”.
Ninguém entende o porque…
 mas nós completamo-nos e adoramo-nos.

Eu não acredito em horários iguais, nem em sexta-feiras 13.
Mas eu nunca deixei de acreditar em “nós”,no destino, por mais impossível que seja eu nunca desisti de ser a pessoa que tu sempre sonhaste. Eu sempre acreditei num futuro conjunto, onde as chatisses são facilmente encerradas com um beijo, aonde as dificuldades são pequenas pedras no caminho, e não uma enorme cratera.
Sabes… A vida muitas vezes provou ser impossível ter-te para mim, mas o meu coração nunca desistiu e nunca desistirá.
Este coração louco e inconsiente nunca desistirá da minha felicidade: de ti.
amo-te vida!